Perimenopausa

A menopausa a maioria das pessoas sabe o que é. Mas por acaso você sabe o que é perimenopausa? Para entender o significado de perimenopausa, devemos olhar para o prefixo grego “peri”, que significa “em torno de”.

Dessa forma, a perimenopausa, também conhecida como pré-menopausa, é período anterior ao da menopausa, em que estão ocorrendo mudanças no corpo da mulher antes da última menstruação.

Menopausa x Perimenopausa

perimenopausa

A perimenopausa é uma fase que pode durar vários anos, já que não há uma duração específica, variando de mulher para mulher. A perimenopausa representa uma alteração em que a mulher entrará na fase não reprodutiva de sua vida.

A menopausa é um evento em si, já que ocorre com a última menstruação de uma mulher. No climatério não há mais atividade reprodutiva no ovário, já que os ciclos de ovulação e menstruação se encerraram.

Sintomas da Perimenopausa

O tempo de duração da perimenopausa pode ser longo e, para a maioria das mulheres, gerar bastante stress. Os níveis de estrogênio e progesterona circulando no corpo feminino podem ficar muito desequilibrados durante estes períodos, causando sinais nada agradáveis para a mulher, e podem ocorrer até dez anos antes da menopausa (última menstruação).

De forma geral, os sintomas da perimenopausa se acentuam a partir dos 45 anos, em geral. O desaparecimento de ovário folículos capilares costuma se intensificar nessa idade, e as chances de ovular caem 50% a cada ciclo menstrual. O ritmo da variação hormonal de cada mulher é que irá determinar a maior ou menos força dos sintomas da perimenopausa.

Veja mais sobre:  Menopausa – Por que tratar a Menopausa

De forma simplória, a perimenopausa é identificada pela falta de produção de agentes hormonais pelos ovários, particularmente de estrogênio. A ausência desse hormônio pode causar sinais físicos e psicológicos que geram desconforto.

Entre os sintomas da perimenopausa, podemos citar

  • Menstruação irregular
  • Secura vaginal
  • Maior sensibilidade nos seios
  • Variações de peso
  • Sentir mais calor que o normal em alguns momentos
  • Insônia
  • Queda de cabelo acima do que seria normal
  • Pele ressecada
  • Alterações de humor
  • Queda da libido

O diagnóstico médico da perimenopausa depende da confirmação dos sintomas citados, principalmente a menstruação irregular. As doses de hormônio não são muito úteis para o diagnóstico, já que os hormônios envolvidos oscilam demais nessa fase.

Veja também:30

Tratamento da Perimenopausa

Uma boa opção de tratamento da perimenopausa é a terapia hormonal, com a substituição dos hormônios ovarianos que estão sendo produzidos de forma inadequada nessa fase.Porém, existem riscos e contra-indicações para o uso desses hormônios. Assim, também podem ser feito um tratamento não hormonal, com uso de antidepressivos, fitoestrógenos e inibidores de serotonina por exemplo.

Há também cuidados que podem até mesmo fazer com que não haja necessidade de ter que optar por medicamentos, como a manutenção de um modo de vida saudável através da prática rotineira de exercícios e uma alimentação balanceada, não ter hábitos como fumar ou consumir bebidas alcoólicas em excesso.

Veja mais sobre:  A Importância do Sono para Saúde

Além disso, é importante destacar o valor do adequado tratamento de outras doenças que podem surgir nessa fase, tais como a hipertensão, osteoporose e diabetes.

Compartilhe: